DIA MUNDIAL DE COMBATE AO CÂNCER

A União Internacional de Controle do Câncer (UICC) adotou o dia 4 de fevereiro como Dia Mundial de Combate ao Câncer para reforçar a importância de adoção de hábitos saudáveis, atitudes de prevenção, diagnóstico precoce e tratamento, ambos fundamentais para o controle da doença.

A campanha para 2016-2018 pretende mostrar que todos, sem exceções, podem fazer a sua parte para reduzir os casos de câncer.

As causas do câncer estão relacionadas ao acúmulo gradual de danos celulares irreversíveis, tendo origem nas mutações das células. Muito raramente o câncer é hereditário, portanto, a maioria dos casos de câncer surge no decorrer da vida.

Fatores desencadeadores do câncer

São vários os fatores desencadeadores dos câncer, podendo ser externos ou internos do organismo. Fatores internos estão associados na grande maioria das vezes, geneticamente pré-determinados, estão ligados à capacidade do organismo de se defender das agressões externas. Já os fatores externos incluem fatores ambientais (previníveis), como exposição a Raios X, radiação ultravioleta, substâncias cancerígenas, medicações, alimentação, hábitos sexuais, entre outros, podem levar a erros no material genético. Entre os agentes cancerígenos está, por exemplo, o benzopireno, um hidrocarboneto que surge em uma combustão e é absorvido em grandes quantidades particularmente por fumantes.

Obs.: Podemos nos prevenir de cânceres ocasionados por fatores externos (ambientais), para isso, uma prevenção desses fatores é fundamental, a manutenção de hábitos de vida saudáveis e chek-up anual, contribuem para a prevenção dessa doença.

 

 

Câncer benigno e maligno

Quando ocorre a proliferação das células em um local fixo do corpo, trata-se de um tumor benigno, que pode ser removido facilmente por meio de uma cirurgia. Já quando algumas células se separam do tumor, fixando-se em outras partes do corpo e multiplicando-se, trata-se um tumor maligno.

Sintomas

Os sinais e sintomas variam de acordo com a parte afetada do corpo, na maioria das vezes, alguns sintomas como fadiga, protuberância sob a pele, mudanças de peso, alterações na cor e textura da pele, mudanças nos hábitos intestinais ou bexiga, dor muscular ou nas articulações, febre persistente sem causa aparente, são passiveis de preocupações e procura por atendimento médico.

Tratamento

São várias as formas de tratamento do câncer, podendo-se utilizar da radioterapia (terapia que usa radiação ionizante no local do tumor), cirurgia (remoção do tumor) e quimioterapia (utilização de medicamentos orais ou intravenosos), por isso, é importante a realização de exames específicos e acompanhamento médico para identificar qual o melhor método a ser utilizado.

Texto: Ingredy Monroe

 

Ribamar em Foco – O nosso FOCO é a INFORMAÇÃO!

 

 

Deixe uma resposta

Don`t copy text!