DATAS IMPORTANTES – ESPECIAL DE NATAL

A origem do presépio

O presépio foi criado por São Francisco de Assis, em 1223 com o intuito de celebrar o Natal de um jeito diferente, que ensinasse os moradores de Greccio, na Itália, onde ele pregava, sobre a importância da data para os cristãos. O presépio foi montado dentro de uma gruta em um bosque das redondezas, com representações em argila, em tamanho real, de Jesus e seus pais. Além disso, um boi e um burro de verdade faziam parte do cenário. A ideia se espalhou e com o passar dos anos outros elementos foram acrescentados. Até o século 18, o costume se limitava ao interior das igrejas e ambientes religiosos, mas depois outras pessoas adotaram a tradição tornando-a uma decoração de fim de ano.

Conheça o significado de cada elemento do presépio:

Estábulo: Possível erro de tradução do grego: “kataluma” significa “sala de estar”, mas a palavra também era usada para “estalagem” – que muitas vezes tinha um estábulo.

Estrela de Belém: Teorias dizem que poderia ser um cometa, uma supernova, um planeta ou um raro alinhamento entre Júpiter e Vênus.

Anjo: Mensageiro das boas novas.

Jesus: A Bíblia não relata a data do nascimento de Jesus, mas é bem provável que não tenha sido em 25 de dezembro, na verdade, Ele nasceu entre 6 e 4 a.C.

Três Reis Magos: Teriam sido criados para simbolizar o reconhecimento de Cristo por todos.

Animais e pastores: Naquela época os pastores eram muito comuns. Os animais eram bem dóceis e domesticados. Como muitos sabem, Jesus nasceu em um estábulo (local que abriga gado e cavalos), por isso a presença de muitos animais.

Incenso, ouro e mirra: No período em que Jesus nasceu, os religiosos costumavam ser presenteados com incenso, os profetas com mirra e os reis com ouro.

 

Informações editadas da revista Mundo Estranho

 

Ribamar em Foco – O nosso FOCO é a INFORMAÇÃO!

Deixe uma resposta

Don`t copy text!